Paulo Borges anuncia SPFW para novembro e prevê compromisso contra racismo

No 12 de março deste ano, Paulo Borges reuniu equipe e as principais empresas de moda do país e decidiu que não haveria a edição número 49 da Fashion Week, prevista para dali a um mês. “Foi a primeira vez 25 anos que isso aconteceu. Fomos na contramão dos governos municipal, estadual e federal, cancelamos antes de qualquer decreto”, diz Borges, que fundou e comanda o maior evento de moda do país.

Este 2020 havia sido traçado para trazer novidades e celebrar os 25 anos da . Mas a pandemia inverteu planos e lógicas, brecou o consumo e impôs novas atitudes. Em conversa para Universa, Borges diz que a edição de número 50 acontecerá entre os dia 4 e 8 de novembro -a previsão inicial era de que o evento ocorre em outubro. Ele conta que as marcas já estão preparando suas coleções para os desfiles -que devem sofrer mudanças substantivas para seguir as orientações sanitárias e garantir segurança aos participantes.

Na entrevista, ele conta afirma também que as marcas que desejarem fazer parte do evento precisarão estar alinhadas com os valores da SPFW -como isso será feito ainda é fruto de discussão. “O participante precisa ter princípios e ideais em comum com os nossos.”

Foto: Divulgação SPFW

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião do EGOBrazil

Namorada de Zé Felipe, é colocada em humilhação em salão e resolve detonar
Zé Felipe e Virgínia Fonseca se divertem em vídeo dos Instagram Stories (Foto: Montagem)

, filho do sertanejo Leonardo, vem postando momentos de felicidade ao lado da namorada, a influenciadora Virgínia Fonseca. O casal, que Leia Mais

Associação da Parada do Orgulho LGBT de SP e Prefeitura cancelam edição 20

ONG mantém o projeto Parada Solidariedade e informa que em 2021 a data da Parada SP será dia 6 de Leia Mais