Paulo Ricardo perdeu ação movida por músico (Imagem: Reprodução / Globo)

Justiça toma atitude severa com Paulo Ricardo após processo

foi derrotado um processo na Justiça do Trabalho. Por isso, agora ele terá de penhorar R$ 390 mil em direitos autorais para pagar uma ação movida contra ele. A penhora pode envolver créditos futuros.

Segundo informações da revista Quem, o processo foi aberto pelo tecladista João Eugenio Almeida Marques. Em 2010, o músico processou a empresa do artista, a PRMusic Entretenimento Ltda, com o intuito de exigir que seu trabalho para a banda fosse reconhecido no regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Após três anos, a Justiça declarou que houve entre o tecladista e Paulo Ricardo uma relação de vínculo trabalhista. A defesa do recorreu da sentença, mas, em 2016, o tecladista ganhou a ação em segunda instância.

Já em junho do ano passado, o tecladista e o cantor participaram de uma audiência de acordo, mas não se acertaram. Com isso, o valor devido por Paulo Ricardo ao tecladista foi corrigido.

Ao portal UOL, o advogado do músico, Rodrigo Bruno Nahas, discorda da decisão judicial e diz que o acordo com Marques não era de natureza exclusiva.

View this post on Instagram

Sempre em frente, não temos tempo a perder… 🎶 Foto by @isabellapinheiro @renatorussooficial @legiaourbanaoficial

A post shared by Paulo Ricardo (@pauloricardo) on

“O Paulo sempre pagou aquilo que foi acertado, o que é reconhecido pelo próprio autor [da ação]. Era uma prestação de serviço estritamente comercial. E mesmo discordando da decisão, o Paulo [Ricardo] buscou acordo, mas existe um cenário de completa intransigência do outro lado. Paralelamente, o valor vai sofrendo reajustes, chegando a uma quantia que não tem como pagar”, declarou.

“O crédito autoral é impenhorável. O bloqueio é errado e injustificável porque afeta a subsistência dele e da família, principalmente durante a , pois não há mais shows. Se tornou a única fonte de recursos”, completou o representante.

_____________________________________________________________________________

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião do EGOBrazil

Em tempos de coronavírus e desinformação, o EGOBrazil continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você um conteúdo profissional, enviando sua sugestao de pauta para nosso email contato@egobrazil.com