Ele é considerado um dos grandes destaque do Sub-08 de seu time.

Gustavinho Salazar, jogador do Flamengo e influenciador mirim, fala sobre 2021

Estamos no último dia do ano. Com toda certeza, um dos anos mais desafiadores e marcantes para toda a humanidade. Será que ano que vem ainda falaremos de 2020 como o ano que não terminou? E como fica a cabeça de nossos atores, influenciadores e atletas mirins?

Tem sido um ano muito diferente de tudo e por tudo! Quem imaginava, que no último dia do ano de 2019, pensaríamos em ter um novo ano anormal? Mas, vamos ver o que as celebridades mirins revelam sobre tudo o que foi para eles, em 2020. E, o que esperar de 2021?

” Espero muitos gols pelo ” – Foto: Marcelo Vallim

Para Gustavo Salazar, ou Gustavinho Salazar (@gustavinhosalaz), influenciador e jogador de futebol, na categoria Sub-08 do Flamengo, um dos grandes destaques do time, em 2020, diz que com toda essa pandemia “ eu aprendi que temos que nos cuidar mais! Temos que cuidar uns dos outros, sempre! Ah! Temos que aproveitar as coisas simples da vida, também! ”

Para o ano de 2021, , mais conhecido nos campos e quadras de futebol, como o Gustavinho Pitbull, deseja “ que todos possam se vacinar, que nossa vida volte ao normal! Que eu possa viajar e jogar muito! ”

Conta para gente Gustavinho, onde você vai virar o ano?

“ Vou passar o na casa do meu amigo Gabriel, aqui do condomínio. Ele mora na cobertura, iremos fazer um churrasco lá. Mas, aqui todos estão testados e bem protegidos”.

Sobre as lembranças desse ano de 2020, ele diz que fica uma tristeza muito grande de tudo. Porque muita coisa parou. Muita coisa mudou! Mas, agradece ao Papai do Céu, pela sua vida, sua carreira e a sua saúde e de toda sua família e amigos.

Para 2021, ele nos adianta que “ Vem muita novidade! Renovei com o Flamengo, e espero conseguir algum patrocínio esportivo! Pois, minhas chuteiras eu perco muito rápido! Toda hora eu tenho que comprar novas”

Em 2020, uma das coisas que ele mais sentiu falta, foi da escola, dos amigos, de poder sair, de viajar. “ Senti falta de muita coisa, inclusive fiquei sem treinar no Flamengo. A Pandemia fechou tudo”

De lembranças de outros Réveillon ele diz que, um dos melhores que ele lembre, foi o da virada de 2019 para 2020. Pois, passaram em Jericoacoara. Foi especial.

Independente de sonhos, projeções e desejos, é preciso colocar as resoluções em prática, fazer acontecer. Separar o realizável do desejável. Como 2021 ainda estará sob o impacto da pandemia, é importante pensar em metas realistas e também definir metas voltadas ao autocuidado e à saúde mental, que foi muito afetada neste ano de 2020.

Então, que venha 2021 com toda sua força de ser um excelente e novo ano para todos nós.

Gustavinho Salazar
Gustavinho Salazar – ” Espero muitos jogos pelo Flamengo” – Foto: Marcelo Vallim.

 

 

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião do EGOBrazil